Tradução: Elle França (Março de 1991)

“Eu não envelheci, eu cresci.”

“Eles me olham. Eles me imaginam. Como uma garota que eu não sou. Eu me exílio, tão frágil...”

Aqueles que predisseram uma carreira fugaz para ela estão comendo suas palavras. Ela logo será uma estrela da Chanel, o pequeno “Pássaro do Paraíso” continua a surpreendê-los com a certeza de suas escolhas. Francois Baudot a interrogou.

Vanessa, o anjo das paradas acabou de chagar à maioridade. Para Chanel, ela logo virará a nova imagem para o perfume Coco em um comercial filmado por Jean-Paul Goude. Sem perder sua espontaneidade, de seu instinto, de sua aura extraterrestre. A aparência de uma jovem mulher com muito sex appeal, os olhos de cristal líquido, o biquinho de Bardot e corpo de Lolita. De olhar para ela você lembra da Louise Brooks, a morena escandalosa de filme mudo, que, Marlene Dietrich disse, era a mais bonita loira em Hollywood. O universo paradoxal se encaixa a ela bem, ela que, quatro anos trás, foi vaiada no MIDEM antes de se lançar, com “Joe le Taxi,” para as alturas do Top 10.

Uma criança-mulher, ainda tão adulta, que hoje é uma estrela, não cessa em nos surpreender com a segurança de suas escolhas, a boa administração de sua imagem, e o jeito que ela tem com a sorte. Canções pop aveludadas, com música digna de ser colocada em palavras por tantos grandes artistas, como Etienne Ground-Gil ou Serge Gainsbourg. Jean-Baptiste Mondino faz os vídeos. Azzedine Alaia faz os pequenos vestidos pretos. E Lou Reed permite a capa ousada do legendário “Walk on the Wild Side.” E tudo tão rápido.

Em 1981, o cantora bebê começa com Jacques Martin no programa L’École des Fans. Mamãe e papai são novos, apaixonados. Dez anos mais tarde, quando Vanessa canta na TV, é a companhia de Johnny Halliday ou Rita Mitsouko. Os amigos dela se chamam Goldman, Lio, ou Julien Clerc, e a absenção somente de agora em diante de Serge, que entre dois ataques do coração proferiu essa propaganda em forma de promessa: “Paraíso, é inferno.” Um Victoire [Grammy] em 1990 (e lágrimas), a cantora pulveriza a última de nossas reservas quando ela se vale de uma atriz em Boda Branca: um Cesar [Oscar] por Atriz Revelação. Hoje um público, imenso e variado, espera para ela fazer uma turnê. Mas esse pequeno pássaro de aço não faz nada de forma anárquica. Ela vai esperar até estar pronta. Vanessa não sobe ao palco não porque está com medo, mas porque ela toma o curso natural de seu destino.

É dito à nós: “Uma estrela nasce.” Falso. Ela nasceu estrela. Programada no seu berço. Enquanto o botão vira flor, um larva vira borboleta, a princesa serenamente acha seu reino. O mais visível, mais invejado, ela arrisca ficar a maior parte sozinha. O mundo de Vanessa tem muito em comum com um conto de fadas. Um mundo fabuloso onde tem uma mistura de maravilhas e crueldade. Contrário à uma infância sem histórias, com sonhos chatos e amores escolares, Vanessa assume seu destino dotado. É sua certidão de uma predestinação um pouco alarmante que enchem suas músicas de melancolia? Ecoa de um paraíso caído para Vanessa?

Paradis, esse é seu nome?
Você acertou.

Quando você acorda de manhã?
Eu não acordo de manhã. Se ninguém me disturbar, eu posso dormir até às 4 da tarde.

Sua mãe é sua melhor amiga?
Não. Por algum tempo agora, eu tenho tido a impressão de que eu sou a mãe.

Você envelhece muito rápido depois de 3 anos no show business?
Eu não envelheci, eu cresci.

Joe le Taxi, ele é seu pai?
É, um pouco. Meu pai é filho de um operário. Desde os 13 anos ele trabalhou para alimentar sua família. Hoje, ele tem sua própria companhia e está feliz com minha mãe e minha irmã mais nova em uma bonita casa no interior. Como o Joe da música, ele é um sonhador. Com a diferença de que meu pai realizou seus sonhos.

Qual é seu livro preferido?
Eu raramente leio. A não ser scripts. Minha leitura é música. A vida real me faz sonhar mais do que livros. Contudo, tem um livro que me comeveu, Perfume de Patrick Suskind.

Você acha que 20 é a melhor idade na vida de alguém?
Eu vou julgar isso em dois anos.

Você às vezes pensa em suicídio?
Eu nunca pensei nenhuma vez sobre isso.

Você sonha às vezes que é um homem?
Nunca. Quando era pequena, eu era menininho – definitivamente em jogar jogos. Hoje, eu me sinto bem como uma menina. Ainda acontece de eu jogar de boneca com minha irmã, que tem 6 anos.

Quem você escolheria se você se reincarnasse em um cantor famoso?
Tenho o direito de dizer…Jimi Hendrix?

Ah, viu, você disse um homem. E as músicas com letras?
Quando você canta uma música, a coisa mais importante é a melodia e o som das palavras. Se, além disso, ela conta uma história, muito melhor!

Seu single favorito?
“Don’t Leave Me,” de Brel.

E o CD que você desgastou de tanto escutar?
“Around the World in a Day” do Prince e também “Sign of the Times.” Prince é a pessoa que mais quero conhecer. Por questões profissionais…

Que diretor que você acha que melhor expressa os tempos modernos?
(Hesitação) Uh! Philippe Starck. Pelo menos ele teve um efeito em mim.

Na sua bolsa de mão o que você tem de colocar?
Meu creme! E daí minha agenda. Dentro tem fotografias, rabiscos, telefones de amigos… O resto, eu não ligo.

Você é do tipo que compra um Picasso ou um Van Gogh?
Você sabe, eu, os grandes nomes…

O que é a primeira coisa que olha em um homem?
Se ele tiver olhos estúpidos, eu não olho mais nada.

Você gosta de usar óculos?
Eu deveria usá-los.

Se a sua casa pegar fogo, o que você salva primeiro?
No apartamento tem três motos. Eu salvaria a música e as motos.

Você já dirigiu carros rápidos?
Eu amo isso. Agora que tenho idade suficiente, eu posso finalmente pegar minha carteira.

Qual é a sua qualidade favorita em uma mulher?
Naturalidade – e o mesmo em um homem. Naturalidade e honestidade.

Você gosta do seu corpo?
Tem pessoas que definitivamente o adoram. Eu, não.

Com que idade você se torna velho?
Não tem idade. É como você pensa.

Qual é a sua definição de coragem?
Saber que você está se machucando para o benefício de outros.

Qual é sua palavra favorita na língua francesa?
Eu gosto de dizer “merda.” Eu gosto de dizer “Eu te amo.”

Elas se complementam?
De um jeito, sim. Para mim, uma música que amo é “Walk on the Wilde Side,” que diz merda para convenções, faça o que quiser, o que você quer fazer, mesmo que seja sujo, mesmo que não pareça bom. É necessário amar alguém, mas também falar merda para outros. É um choro de liberdade.

Finalmente, você não é rebelde mas sim independente?
Isso é, entretanto, quando estou a dois dias sem meu homem ou meus amigos, eu sofro. Eu sou independente mas em um grupo.

Com que idade você se apaixonou pela primeira vez?
Com 10 e meio.

Você desistiria de tudo por amor?
Sem hesitar.

Você prefere seduzir ou convencer?
Quando você seduziu alguém, você tem eles na sua mão.

Qual é o lugar ideal, segundo você, para encontrar um futuro amor?
Qualquer lugar, qualquer hora!

Quem você quer impressionar mais?
Meu namorado.

O que você usa para dormir?
Nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s