Tradução: Construire, Suíça (20/03/2001)

Vanessa no céu
A mocinha cresceu. E descobre a felicidade entre Johnny Depp e Lily-Rose, sua filha. Vanessa Paradis prova o amor perfeito.

 

Na capa do seu último cd, Bliss, nós vemos uma foto sua diferente. É sua nova imagem?
Eu queria me distanciar das fotos glamourosas habituais. Essa é muito honesta, mostra o que verdadeiramente sou. Foi Johnny quem tirou e editou no computador. O efeito desfocado dá a impressão de que meus sonhos estão inseridos.

A felicidade que você fala na canção título, Bliss, é um sonho ou realidade?
Bliss é uma declaração de amor para o homem da minha vida, Johnny. E eu tenho certeza: nós fomos feitos um para o outro. Eu sempre fui amada. Mas eu jamais tive uma relação intensa assim como com o Johnny. Eu quero passar o resto da minha vida com ele.

Johnny é conhecido pelas suas variações de humor. Ele mesmo espancou um jornalista uma vez. É mais fácil na vida privada?
Johnny é um pai maravilhoso. Ele é muito empenhado. Ele aprecia tanto quanto eu ver Lily Rose crescer. Ele não perde um minuto.

Johnny é americano, você é francesa. Vocês já decidiram onde vão viver?
Sempre onde um ou o outro estiver trabalhando. Ultimamente nós passamos 05 meses em LA, durante a filmagem de Johnny para o filme Chocolate. Eu aproveitei para gravar meu álbum. Eu adoro me mudar, mesmo que isso se torne menos prático quanto nós temos uma criança. É por essa razão que nós temos um apartamento na França.

Por que não em Los Angeles?
Eu detesto fazer generalidades, mas a nossa arquitetura é muito mais linda, a alimentação é melhor… e as pessoas mais charmosas. Os franceses às vezes são mais irritados que os americanos, mas são também mais realistas e mais próximos da vida real.

Você não gosta dos americanos?
Eu aprendi a conhecer americanos muitos simpáticos. Eles têm um ar às vezes superficial, mas são mais abertos e mais comunicativos que nós. Os franceses poderiam ser francamente grosseiros.

Vocês são um casal celebridade. Onde a mídia mais incomoda vocês, na França ou EUA?
Na França, eles fazem mais pressão comigo. Porque aqui eu faço parte da história. Mas tudo bem, eu não tenho o direito de me queixar.

Você acha isso correto?
Essas histórias só existem porque somos pessoas conhecidas. É o outro lado da moeda, a sombra do sucesso. Dito isto, eu não me acostumarei jamais. Eu me sinto sempre caçada.

Passando para o cinema. Não foi um desafio atuar no mesmo filme com Johnny, O Homem Que Matou Dom Quixote?
Infelizmente nós tivemos que parar a filmagem do filme, porque um dos atores principais ficou muito doente. Então nós não podemos mais trabalhar juntos. Nós ficamos muito felizes, porque era a ocasião de nos encontrarmos. Mas eu devo confessar que eu tinha medo de atuar no mesmo filme que o Johnny.

Medo do que?
De decepcioná-lo. Ele tem muito mais experiência do que eu. E eu quero que ele fique orgulhoso de mim em todos os domínios.

Por que ele não poderia ter orgulho de Vanessa Paradis, a atriz?
Eu amo fazer cinema. Mas eu não me acho tão boa particularmente sendo atriz.

E como cantora?
Mesma coisa. Eu amo cantar, mas eu não acho que eu canto bem. Eu me sinto muito confortável com um microfone. Mas quando eu escuto as gravações eu penso: meu Deus, isso soa horrível.

Isso parece com um complexo de inferioridade…
Eu detesto estar pouco certa também. Eu não deixo de me chatear porque eu acho que sou ruim em tudo. Mas por outro lado, esses complexos são também um motor, que me empurram para melhorar. Ter muita confiança em si pode te levar a ser chato.

Johnny te dá apoio?
Sem ele, eu não poderia jamais ter gravado esse disco. Pela primeira vez, eu escrevi e produzi uma boa parte das canções. Dessa vez eu estava tão confiante, que não queria o decepcionar.

Você é uma das mulheres mais lindas no showbiz. Você está satisfeita com sua aparência?
Eu tenho muitas coisas que não amo no meu físico. Mas eu aceito o que Deus me deu. Eu posso compensar com maquiagem. Mas eu jamais farei uma cirurgia estética. Mas eu espero que eu saiba sempre resistir à tentação de perdoar os traços da idade. Eu acho as mulheres “lifitadas” horríveis, diferentes das rugas da Katharine Hepburn, são magníficas. É lindo quando podemos ver toda uma vida inscrita em um rosto.

Paris é a Meca das compras. Você gasta muito dinheiro com roupas?
Eu adoro fazer compras. Sou apaixonada pelas roupas de criança… Lily-Rose não deixa eu colocar tudo que eu compro pra ela! Meu segundo vício é correr as antiguidades. Eu coleciono objetos de “Art déco” e “Art Nouveau”, os sofás de veludo verde ou vermelho. E os velhos quadros. Eu mesma também mexo com luminárias com pérolas. Eu sei, isso parece loucura. Eu me tornei muito caseira. E eu me descobri uma fraca para a cozinha.

Você se tornou mais reflexiva após o nascimento de sua filha…
Estou menos egoísta. Eu me tornei mais forte. Eu sei finalmente porque estou na Terra. Eu sou um ser muito mais feliz. É graças também a minha relação com Johnny. Antes de eu o encontrar, eu tinha abandonado a ideia de encontrar um grande amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s