Entrevista para a revista italiana “Anna”

Mais uma capa italiana.. já são 4 só nesse ano! Leia a tradução da revista Anna, edição de junho.

A entrevista tem algumas perguntas idênticas a da Mujer Hoy, salvo alguns detalhes a mais nas respostas (algumas coisas modificadas entre as traduções e edições nas respectivas revistas, que nos faz perguntar qual versão é a correta e o que ela realmente falou…) e também tem umas perguntas inéditas (assim como na Mujer Hoy tem perguntas que não estão nessa revista). Confiram abaixo!

Agradecemos a tradução feita pela  querida Heleusiane, membro do nosso fórum parceiro Depplovers. Muito obrigada por nos deixar compartilhar aqui em nosso site.

8 a1 a2 a4 a4

DANÇANDO… DANÇANDO… ESQUECI JOHNNY DEPP
Um ano após a separação, uma das mulheres mais invejadas do planeta retorna com novo álbum “Love Songs”. E com mais certeza sobre seus sentimentos: “O amor à primeira vista existe. Mas, mais cedo ou mais tarde, acaba.”

Em uma tarde quente de Abril, em Paris, encontro Vanessa Paradis no Park Hyatt Hotel em Place Vendôme. No mesmo dia em que os tablóides divulgam a notícia do relacionamento entre seu ex companheiro Johnny Depp e a atriz Amber Heard, seria bom perguntar como ela se sente, mas não obteríamos nenhuma resposta sobre sua vida particular. Disse a assessoria de imprensa. Sua separação ocorreu no ano passado e ambos têm mantido silêncio rigoroso sobre as razões da separação. Vanessa e Johnny viveram juntos 14 anos e tiveram dois filhos, Lily Rose e Jack, que hoje têm 14 e 11 anos. Nos encontramos para falar de seu novo álbum “Love Songs”. Vanessa veste jeans e um suéter bege simples, e me cumprimenta com um olhar amigável e um firme aperto de mão.

“Love Songs” é um álbum duplo sobre o amor. É possível explicar o amor em 20 canções?
Talvez seja impossível explicá-lo. Algumas coisas inexplicáveis falam por si.

Qual a primeira coisa que lhe vem à cabeça quando pensa no amor?
O amor não é certo ou errado. Em uma relação ambas as partes têm razão, porque as pessoas interpretam as coisas conforme sua perspectiva, que deseja ou não. Amor significa liberdade e na liberdade não pode haver nada de errado. É impossível impor ao outro o seu ponto de vista. Algumas vezes estamos prontos a lutar por amor, às vezes não queremos liberá-lo, às vezes somos felizes sem ele, às vezes não.

O que você descobriu sobre o amor enquanto estava trabalhando em “Love Songs”?
Que as coisas podem mudar, que o amor não permanece sempre igual ou o mesmo, porque o mundo ao nosso redor muda, todos nós mudamos.

A mudança é um bem?
Sim, é.

No vídeo você dança. Dança também na vida real?
Adoro dançar, sobretudo quando estou feliz e me sinto bem. Dançar é um modo estupendo de se expressar. Mas não gosto dos lugares de dança. Frequentava-os quando era jovem, antes de ter filhos.

A dança é um bom método para expulsar a tristeza?
Oh sim, tenho certeza. Com a dança se pode expressar tudo e liberar muitas coisas: a felicidade, os desejos, a tristeza e também a raiva e a cólera. Quando danço, para mim é como bater em um saco de pancadas, posso colocar tudo para fora. Me sinto incrivelmente viva.

Dançar faz você se sentir sexy?
Obviamente. Pra mim, os dançarinos são as pessoas mais belas e mais expressivas, sobretudo os bailarinos de flamenco clássico. Seus corpos e suas faces são um livro aberto. Dançar te faz sentir-se bem e você não precisa ser bom. Os bailarinos mais significativos muitas vezes são aqueles que se divertem mais.

Em “Love Songs” o amor parece existir em todos os seus possíveis tons: é harmonioso, dramático, inquieto, frágil, apaixonado. Trabalhar no CD foi uma terapia pra você?
Não tenho certeza (pensativa). Mas todas as histórias te fazem pensar em sua vida. Te fazem entender que o amor não dura para sempre, que é imprevisível, respira, muda.

Você acredita no amor a primeira vista, como nas fábulas?
Sim. Mas o amor a primeira vista não é uma fábula.

Argumentar faz parte do amor?
Amor sem conflitos não existe.

No álbum há uma canção “New Year” que você escreveu junto com sua filha, Lily Rose, e seu ex companheiro Johnny Depp. Vocês compuseram esta canção todos juntos na sala de estar de casa?
Sim, mas foi há muito tempo. Johnny escreveu o coro em um dia, quando nossa filha ainda era muito pequena. Assim nasceu uma canção que na época registramos. Eu mantive os registros que eu mais gostei e depois decidi desenvolvê-los em uma canção.

Há um significado especial pra você unir quase toda a sua família nesta canção?
Oh sim. Há um grande valor. Talvez não seja assim tão raro uma família fazer música juntos, mas para mim agora esta canção é um tesouro precioso. A gravação é uma coisa permanente, duradoura, vai ficar para sempre.

Se fala muito de como combinar o trabalho e a família. Lily Rose tem 14 anos, Jack tem 11, já não vivem com o pai. Como faz para se dedicar ao trabalho e aos filhos?
Nunca é simples combinar filhos e carreira. Não devemos brincar, é sempre estressante. Mas ao mesmo tempo penso nas mulheres que têm uma vida mais dura que a minha: trabalham durante o dia, depois retornam para casa e educam os filhos. E ao mesmo tempo se ocupam da limpeza, das despesas e todos os pagamentos necessários. Estas mulheres que fazem tudo sem uma empregada ou babá são as verdadeiras super mulheres. Não eu que sempre pude contar com muita ajuda.

Você se define como uma pessoa aventureira?
Também eu tenho meus medos e temo sempre em falhar. Por outro lado, enfrento os desafios ao invés de fugir, que é sempre uma boa atitude para alcançar um objetivo. E sou curiosa, muito curiosa. Adoro mudanças e não tenho medo do inesperado.

No ano passado você completou 40 anos. Você se preocupa em envelhecer?
Mesmo que isso me perturbe, é impossível evitar. A melhor coisa que posso fazer é viver minha vida Não posso parar o tempo ou as rugas, portanto não desperdiço minha energia lutando contra o inevitável.

E hoje, Vanessa, você é feliz?
Sim, eu sou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s