Vanessa é a capa da Ici Londres de julho

Mais uma capa que Vanessa estampa, dessa vez a é a londrina “Ici Londes”, revista distribuída gratuitamente que é referência para os franceses em Londres. Confira a entrevista traduzida.

ici_londres_juillet_2013_cover ici_londres_juillet_2013_p1 ici_londres_juillet_2013_p2

Vanessa Paradis, a ave rara

A atriz, cantora e modelo assina com Benjamin Biolay um álbum duplo, Love Songs, coleção verdadeira feita sob medida por Mathieu Boogaerts, Mickaël Furnon (Mickey 3D), Adrien Gallo e Carl Barat (The Libertines), notavelmente.

Por que esperar seis anos desde seu último álbum?
Eu fiz filmes, uma turnê acústica … e é um privilégio ter o tempo para preparar seu disco.

Você apelou para muitos artistas e ainda há uma certa fluidez. É devido à sua seleção ou à disposição Biolay?
Isto é devido aos arranjos, a produção do disco, as mesmas ferramentas encontradas em várias músicas, o mesmo engenheiro, a ordem das músicas … é um longo processo. Depois, o ponto em comum é que são canções de amor. Os vários autores e compositores que me enviaram ou, pelo menos, as músicas mais fortes e bonitas eram canções de amor.

Não há canções escritas por mulheres…
Há algumas escritas por mim e escrita por uma mulher, em inglês. Mas não é nada proposital, eu escolhi as pessoas nem homem nem mulher, conhecidos e desconhecidos, foi realmente as músicas que falavam. Ao cinema eu faço turnê com as mulheres, eu não tenho nenhum problema com elas, muito pelo contrário.

Você fez uma música. Você não quer escrever mais?
Isto é o que eu devia feito melhor para aquela (risos). Eu tinha outras músicas, mas eles eram piores do que aquelas que me foram oferecidas. O sonho seria escrever tudo sozinha, acho admirável o artista que canta no palco músicas escritas e compostas inteiramente por si mesmo, mas eu não tenho esse talento. Pelo menos eu sou servida tão bem por outros que isso é o que mais importa.

Sua última turnê acústica marcou um retorno a algo coisa elegante. Como é a turnê que começa em outubro?
Eu acho que no momento não é muito claro, vai ser algo muito simples, que gira em torno da música. A escolha das músicas ainda não está feita, mas eu ainda quero cantar as músicas antigas, isso me faz feliz, faz as pessoas felizes. Eu não faço um espetáculo grandioso. Pelo contrário, é a proximidade e intimidade que são importantes para mim.

“Joe le Taxi” foi Top 3 na Inglaterra, o que não tinha acontecido desde “Je t’aime, moi non plus”. O que você diz?
Isso me deixa muito feliz, mas foi há 25 anos! Eu sou sempre muito orgulhosa, há 14 anos eu fui no programa Top of the Pops, para minhas primeiras entrevistas em um inglês catastrófico, eu não falava inglês muito bem. Essa música me fez viajar muito, é incrível em uma idade tão jovem.

Você canta um dueto em Inglês com Carl Barat. Você poderia fazer um outro álbum em inglês?
Tudo é possível. Gosto de cantar em Inglês, mas em francês também. A única vez que eu fiz, foi há muito tempo e era originalmente um desejo da minha gravadora. A idéia me agradou, então eu fiz. Mas eu gosto do tipo de música que toma decisões, não um plano.

Será que vamos vê-la em Londres?
Eu adoraria voltar, a última vez que tive a oportunidade de cantar nesta incrível sala, o KOKO, e é uma memória muito boa. Eu acho que isso vai ser na primavera.

É verdade que vamos vê-la em breve na tela do novo filme de John Turturro ao lado de Woody Allen e Sharon Stone?
Sim, nós filmamos no ano passado em Nova York, foi fabuloso a ser liderada pelo ator e diretor como John Torturro e contracenar com Woody Allen. Um sonho acordada, em Manhattan,  e no Brooklyn, um subúrbio de Nova York…

Pequenas questões londrinas!

Qual a relação que você tem com Londres?
Eu não venho muito frequentemente, especialmente para o trabalho, mas cada vez que venho eu amo.

O que você gosta em Londres?
Encontre-me nos brechós, pequenos cafés que eu amo em Notting Hill, lojas…

O que você ama nos ingleses?
Seu humor! E sua música.

Há alguns artistas britânicos que a influenciaram?
Influenciar não, mas que eu admiro sim. A lista é longa, eles são muito fortes! Rock é o que eles fazem de melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s