Les Sources (2018)

Les Sources é o sétimo álbum de estúdio de Vanessa Paradis, lançado em novembro de 2018. Todas as músicas foram traduzidas pelo site. Caso for postar em outros sites, por favor deem os créditos ao Vanessa Paradis Brasil.

Kiev
Letra e música: Samuel Benchetrit

A neve de Kiev
O céu tinha
Beijos ardentes
Está tão longe, amanhã?

O lábios de Kiev
Ainda tem esse gosto
De esse mês ameno
Está tão longe, suas mãos?

Há de voar
Aprender a manter os sonhos
Até a noite cair
Para nos encontrar em Kiev

A febre de Kiev
O calor gelado
Em noites misturadas
É amanhã de manhã?

As virgens de Kiev
Os trens com pressa
As janelas foscas
Isso é finalmente o fim?

Há de voar
Aprender a manter os sonhos
Até a noite cair
Para nos encontrar em Kiev

__
La Plage (A Praia)
Letra e música: Fabio Viscogliosi

Eu gosto dessa decoração
Ela me lembra
Algumas épocas
E o mar

Ainda é cedo
E as chamas do sol
Não nos lambe muito
Não muito perto

Eu estou procurando por uma praia
São de pernas tão lindas
Tão perto eu vou ver
E você

Impulsionado pela onda
Um par de cavalos-marinhos
Eles acampam na praia
Eu os vejo

E o eco das vozes transportadas pelo vento
Que se levantam mesmo se eu acredito nelas

Ainda é cedo
E as chamas do sol
Não nos lambe muito
Não muito perto

Nuvens maravilhosas
E a areia tão pálida
Sob nossos pés
As formas se anexam
Eu vejo você lá

E o eco das vozes transportadas pelo vento
Que se levantam mesmo se eu acredito nelas

__
Ces mots simples (Essas palavras simples)
Letra e música: Samuel Benchetrit

Eu tenho algumas palavras para lhe dizer
Palavras simples para lhe dizer
Nós as ouvimos frequentemente
Nos filmes, nas pessoas
Eu já te disse essas palavras simples
Nós acreditamos ou fingimos
A primeira vez, criança
Para mim mesma, de vez em quando

Essas palavras simples
Para te dizer
Eu desejo que todo o suspiro
Vá nesse vento
Que o inverno seja para os amantes
Eu gostaria de dizer essas palavras
Ter inventado estas palavras
Deixe-me saber cada vez
Pensando apenas em você

Simplesmente diga essas palavras
Você tem que renascer da sua pele
Esquecendo que estávamos antes
Para os outros, um pouco instável demais
Essas palavras simples que fazem você estremecer
E alguns outros morrem
Eu lhes dou agora
É meu coração, é meu sangue

Eu te amo

__
C’est dire (Está dito)
Letra e música: Samuel Benchetrit

É o momento de dizer
Que as sombras chegam ao pior
São sempre animais
Que os sonhos estão na pele
Que ele não é um suspiro
Quem mais nos inspira
Que para encontrar as palavras
Nós começamos do zero

Está dito, está dito

É hora de dizer
Que lágrimas sem rir
Tem um gosto do oceano
Para os amantes de sal
Que a noite sabe dormir
E as sirenes fogem
Suas estruturas estão na água
Isso quer dizer que elas eram quentes

Está dito, está dito

É o momento de dizer
Que os buracos negros sugam
As cores índigo
Que nunca amamos demais
Que por força de sorrir
São flores que atraímos
Nós não conheçemos Rimbaud
E quanto a fotos e palavras

Está dito, está dito
Que os sonhos podem ser suficientes

É o momento de dizer
Que a lua sabe mentir
O crescente para falso
O passado está no topo
Que o mar se retire
Para poder nos alimentar
De seus amantes de jangada
Nós nunca iremos demais

Está dito, está dito
Que os sonhos podem ser suficientes

__
On Oubliera (Nós nos esqueceremos)
Letra: Samuel Benchetrit/Música: Vanessa Paradis

Nós nos esqueceremos de nos divertir
Que a noite está chegando ao fim
E passam os dias
O inverno está chegando
Punições e orgulhos
Guerras e tréguas
Nossos corpos emaranhados

Nós só ficamos com um beijo
Um céu, uma rua, um café
Um transeunte mal amado
Nós assistimos enquanto nos beijávamos

Nós nos esqueceremos a falta de ar
Na primeira manhã, o nascimento
As linhas de nossas mãos
O sabor do seu sangue
O bonito, a tristeza
A música que amamos muito

Nós só ficamos com um beijo
Uma hora, um dia por ano
Um espelho do amante nu
Nós assistimos enquanto nos beijávamos

Nós nos esqueceremos de ter amado
Esse cenário perfeito, esse pedaço de beleza
Os olhares secretos e o tempo gasto
Esperando nas docas
O número de anos

Nós vamos ficar com apenas um beijo
Uma noite, uma praia, um verão
Um gato tímido empoleirado
Nós assistimos enquanto nos beijávamos

__
Mio Cuore (Meu coração)
Letra e música: Fabio Viscogliosi

Estou procurando o verão
Eu procuro o ano inteiro
Eu penso em você
Eu penso no amanhã
Ao longo do rio que corre para o mar

Entretanto
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece porque

Eu ouço o avião acima dos telhados
Fixado acima de nós como um cometa
Quase meia noite
Quase dia

Entretanto
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece porque

Agora
Agora
Agora

Ruídos estão desligados
Nas ruas desertas
Ao longo do rio
Correndo para o mar
Perfumes de verão
E vários pensamentos

Entretanto
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece
Meu coração, você o conhece porque

__
Ce que le vent nous souffle (O que o vento nos sopra)
Letra e música: Adrien Gallo

Como um ritornelo indo embora e voltando
Se eu me lembro, não, nada estava faltando
Havia sempre um canto de inverno, um canto de verão
O tempo nunca faltou para aqueles que se amavam ternamente

Nós nos deitamos lá na grama macia
Nós não fizemos nada além de esperar
Que o mundo fique sem energia
Deixe a multidão engasgar

Quando nos cobrimos com beijos carinhosos
Quando ainda sabíamos ouvir
O que o vento nos sopra
O que o vento nos sopra

Você disse solenemente que tudo tem um fim
Que nada é eterno, eu não acreditei em nada
Sempre haverá um lugar ao lado do sol
O tempo nunca vai faltar para aqueles que permanecem crianças

Nós nos deitamos lá na grama macia
Nós não fizemos nada além de esperar
Que o mundo fique sem energia
Deixe a multidão engasgar

Quando nos cobrimos com beijos carinhosos
Quando ainda sabíamos ouvir
O que o vento nos sopra
O que o vento nos sopra

Sempre haverá um canto de inverno, um canto de verão
O tempo nunca faltou para aqueles que se amavam ternamente

Nós nos deitamos lá na grama macia
Nós não fizemos nada além de esperar
Que o mundo fique sem energia
Deixe a multidão engasgar

O que resta da tenra idade
Quando poderíamos ainda ouvir?
O que o vento nos sopra
O que o vento nos sopra

__
Dans notre monde (No nosso mundo)
Letra e música: Samuel Benchetrit

Nós queríamos essas quaisquer estradas
Esqueça as menores dúvidas
Sentir alguns ventos contrários
Não saber mais o que há detrás
Nós nos tratamos, nós juramos
E nossos corações são sempre puros
Por não ter amado tanto
Apenas pensando nisso

Nós queríamos caminhos claros
Trazer à luz
De um sol
Nossas sombras não são mais as mesmas
Esse amanhecer nunca acaba
São os outros que disseram isso
Deve haver um fim
Para aqueles que não estão esperando nada

Ele é outro mundo
Ele é outro mundo
Na sepultura
Na sepultura

Nós queríamos sentinelas
Encontre essas milhares de asas
Dance a murmurações
E a terra é uma varanda
Onde se inclina sem vertigem
Em vista de seus vestígios
Escondido sob a poeira
E a neve no mar

Nós poderíamos vê-los se amando
No silêncio de seus beijos
Os dias são um desvio
Quem está esperando para ser entregue?
Nenhuma árvore, eu sei disso
Não acredite no seu destino
Não uma planície não reclama
Do segredo de sua tristeza

Ele é outro mundo
Ele é outro mundo
Na sepultura
Na sepultura

Nós queríamos ver as peles
Que cobre outras águas
Coma alguns pacotes de gelo
E gosto de uma fruta
O frescor desta noite
Ouça como ele brilha
Esse sonho de estar vivo

Ele é outro mundo
Ele é outro mundo
Na sepultura
Na sepultura

__
Si loin si proche (Até aqui tão perto)
Letra: Samuel Benchetrit/Música: Vanessa Paradis

Para compensar o sonho
Que dura apenas um momento
Em que se levanta
Sua ausência como o vento
Eu convoquei a noite
Desligue alguns faróis
Para esperar pelos seus ruídos
Atrasar sua partida

Até aqui, tão perto que já é amanhã
E alguns desenhos explodem
Até agora, tão perto vou esperar indefinidamente
Este momento quando você se aproxima

Feche as cortinas
O que parecem reflexos
Na sala com milhares de pássaros
Roube seus segredos novamente

Uma fragrância invade
Meu coração e a noite
Sua risada continua
Através dos corredores

Até aqui, tão perto que já é amanhã
E alguns desenhos explodem
Até agora, tão perto vou esperar indefinidamente
Este momento quando você se aproxima

__
À la hauteur de mes bas (No auge de meu fundo)
Letra e música: Adrien Gallo

Se você me quer
Como uma amiga
Como um guarda-sol
Em caso de chuva

Se você for
Alguma vez
Se você se enganar
Não pense

Eu não me importo
Pode um dia passar
Se você quer meu tamanho
Se você está aqui
Sempre comigo

Eu quero voce
Dia, noite
Como um sol
Na tarde

Nas alturas
Vem comigo
Move-me

Eu não me importo
Um por um, os amores estão bocejando
Se você é alto
Beije-me como
A primeira vez

Eu não posso
Viver sem ele
É sem apelação
Sem discussão oral
Eu não sou
As outras garotas
Você sabe disso
Meu amigo

Eu não me importo
Um por um, os dias vão embora
Para sempre meu amor
Junte-se a mim no auge do meu fundo

__
Chéri (Querido)
Letra e música: Vanessa Paradis

Os dias passam
E as noites sem dormir
Dos nossos sonhos à providência
Todas as estações nos seus braços
As rosas, jasmim, lilás

Viva na luz do seu coração
Balance o veludo da sua voz
Acariciando os dias e horas
Com você, com você, com você

Querido
É a vida dos sonhos
Querido, querido
Vamos cuidar da vida juntos

Quando você fala comigo sobre amor
Da vida, do nosso sempre
Nada tem mais importância
Que o eco do seu romance

Pegue minha mão quando cruzar
Quando o vento sacode seus passos
Pegue minha mão e nossas promessas
Por tudo que eu digo para você
Que você

Querido
É a vida dos sonhos
Querido, querido
Vamos cuidar da vida juntos

Anúncios